Criminosos são detidos com drogas e celulares perto de presídios

0
201

Agentes prisionais evitaram, neste fim de semana, a entrada de produtos ilícitos nas unidades prisionais de Jaraguá e Anápolis. Nos dois casos, a rápida ação dos agentes de plantão evitou que drogas e telefones celulares chegassem até os detentos dos presídios.

Na noite da última sexta-feira, dia 23, a direção do presídio de Jaraguá foi alertada de que criminosos tentariam repassar um colchão para dentro da unidade com objetos em seu interior. Os agentes fizeram ronda na região e conseguiram deter Lucas Henrique de Camargo, que estava em um Gol, placa JDP 0605. Dentro do colchão, de fato, foram encontrados 15 aparelhos de telefones celulares, com diversos carregadores e fones de ouvido; 384 gramas de maconha; 30 gramas de cocaína e 43 de crack. Os agentes ainda visualizaram um veículo Ônix, cor azul, que dava cobertura ao criminoso mas que conseguiu fugir do local.

Neste domingo, dia 25, agentes de plantão, que cuidavam do monitoramento eletrônico na unidade prisional de Anápolis, alertou ao Grupo de Escolta sobre dois homens que se aproximaram do muro externo da unidade. Na abordagem, os agentes prenderam Matheus Henrique Simões dos Santos, que portava uma mochila contendo 25 papelotes de LSD, 14 latas de cerveja e três aparelhos de telefone celular. O suspeito confessou que iria arremessar os materiais para dentro do presídio. Os criminosos e os produtos apreendidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil.

Morrinhos

Após receber denúncia anônima de que havia uma arma dentro do presídio de Morrinhos, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (Dgap) realizou, no sábado, dia 24, uma operação de revista ostensiva no local que contou com a participação do Grupo de Operações Penitenciárias Especiais (Gope), do Grupo de Intervenção Tática (GIT), além de servidores das unidades prisionais de Morrinhos e Caldas Novas.

Foram apreendidos um revólver calibre 38, além de 30 aparelhos de telefone celular, 12 porções de maconha, quatro porções de cocaína e um objeto artesanal pontiagudo (chucho). Os produtos apreendidos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil.

Comunicação Setorial Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (Dgap)

Deixe uma resposta